Notícia

ACIAP realiza reunião por videoconferência

terça, 12 de maio de 2020
ACIAP reafirma disposição em defesa dos empresários e para ajudar a Santa Casa

Entidade também enfrenta dificuldades em meio à crise, mas acredita que a cidade sairá mais forte da pandemia

 

A Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP) desempenha um papel fundamental no Comitê de Operação Emergencial (COE), que avalia e respalda decisões no âmbito do município relativas à pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, e vai continuar atuando em defesa dos interesses dos empresários no órgão.

 

A posição foi firmada na manhã desta terça-feira (12) durante reunião da diretoria por videoconferência. A reunião mensal de abril foi suspensa por conta da pandemia e os encontros retomados agora, através de plataforma digital.

 

Outra posição tomada durante a reunião é a de que a entidade vai contribuir para fortalecer a Santa Casa de Paranavaí, referência para a Covid na região. A primeira ação será sensibilizar os empresários a contribuir com o hospital através do Boleto Solidário (basta acessar o site do hospital) e da Live Solidária, que será realizada no próximo dia 24.

 

Ao abrir o encontro, o presidente Maurício Gehlen agradeceu a participação dos diretores neste momento “histórico” de pandemia e destacou o protagonismo da ACIAP no COE e no COE Econômico, criado por sugestão da entidade para discutir os aspectos econômicos do surto e propor alternativas para mitigar seus impactos. “Graças à participação da ACIAP nestes debates, não tenho dúvidas de que Paranavaí sairá mais rápido e mais fortalecida desta situação”, disse o presidente.

 

RECONHECIMENTO - Representante da ACIAP no COE, o gerente-executivo Carlos Henrique (Kaká) Scarabelli fez um relato da participação da entidade e citou que “neste cenário de crise a Associação esteve presente, fazendo a diferença na defesa dos empresários”. Foi esta participação, sempre com posicionamento técnico e de forma “humilde” que viabilizou a reabertura do comércio bem mais cedo que outras cidades do Estado, adotando medidas de segurança para proteger o empresário, colaboradores e clientes.

 

Esta postura recebeu reconhecimentos públicos, como do promotor Francisco Ilídio Hernandes Lopes, que participa do COE e do prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes (Delegado KIQ). Além disso, há uma interlocução diária com a Secretaria Municipal de Saúde.

 

Foi também graças ao posicionamento da ACIAP que a cidade terá um Plano de Recuperação Econômica Pós-Covid, que será realizado pelo Sebrae, com a participação da comunidade, inclusive dos empresários, cujo trabalho está sendo contratado pela Administração Municipal.

 

Scarabelli disse que os números elevados de casos confirmados da doença em relação a outras cidades é consequência da realização de maior número de testes. Com o surto confirmado num frigorífico, a Secretaria de Estado da Saúde encaminhou para o município mais testes. “Como há mais pessoas sendo testadas, há mais confirmação de casos positivos”, explicou.

 

SANTA CASA - Vice-presidente para assuntos de Saúde, o diretor geral administrativo da Santa Casa, Héracles Alencar Arrais, fez uma avaliação do hospital, acentuando que “por enquanto” a situação está sob controle, graças ao respeito às determinações das orientações para evitar a rápida disseminação do vírus. Enfatizou que a instituição tem um Plano B caso a ala especial para os doentes de Covid venha a lotar: fazer um reforço de leitos na Unidade Morumbi. Por enquanto esta possibilidade está fora do radar.

 

Arrais citou ainda que a Santa Casa vem enfrentando uma grave crise financeira por conta da pandemia. “O custo aumentou e nossa receita diminuiu muito”, explicou. Uma das causas da perda da receita é a suspensão das cirurgias eletivas. “O nosso faturamento com particulares e convênios reduziu quase a zero. Tivemos dias de ter apenas um paciente fora da ala do SUS”, acrescentou. É destes atendimentos que a Santa Casa retira os recursos para cobrir o déficit provocado pelo SUS.

 

“Temos sobrevivido porque muita gente e muitas empresas têm nos ajudado e agora estamos pedindo a ajuda de todos para a Live Solidária com o Show Amigos da Vaneira, que será realizada no próximo dia 24, através da qual será possível fazer doações”, adicionou ele.

 

Sobre a situação econômica do hospital, o presidente Maurício Gehlen sugeriu a inclusão do hospital no Plano de Recuperação Econômica e disse que a ACIAP, que ajudou a retirar o hospital de sua maior crise financeira, no início dos anos 2000, envidará todos os esforços para fortalecer a instituição.

 

Vice-presidente executivo da ACIAP, o presidente do Sicoob, Rafael Cargnin Filho agradeceu os cumprimentos pela ajuda que a cooperativa vem dando ao hospital. “Estamos fazendo isso porque é nossa política se preocupar com a comunidade”, disse ele, para em seguida anunciar que a instituição financeira vai agilizar o processo de análise e liberação dos pedidos de financiamento do programa Paranavaí Mais Competitiva. “Quem busca o financiamento está precisando do dinheiro para ontem”, admitiu ele.

 

O Paranavaí Mais Competitiva também foi comentado pelo vice-presidente financeiro da Associação, Edgar Penha, ao abordar que a ACIAP também está enfrentando dificuldades por conta da pandemia. “Neste momento de dificuldades alguns empresários se desassociaram, não avaliaram que a mensalidade é um valor ínfimo perto dos benefícios. As conquistas no COE e a linha de crédito especial do Paranavaí Mais Competitiva são exemplos disso. Temos que mostrar isso para os empresários e nos unir para enfrentar esta crise”, disse ele.

 

Ao final, a diretora Bruna Zanoni convidou os diretores a fazer uma reflexão sobre três itens: 1) quem puder, fique em casa; 2) certifique-se das informações que recebe em mais de uma fonte confiável; e 3) quem puder ajude quem está precisando.

Fonte: Assessoria de Imprensa Aciap