Notícia

DIA DAS MÃES

sexta, 08 de maio de 2020
Com aprovação do COE, comércio da cidade funciona até às 20h30 na sexta

Após ponderações houve consenso em estender o horário até às 20h30 na sexta-feira e ficou mantido o horário comercial de sábado até às 17 horas

 

Embora previsto no calendário comercial da cidade de que o comércio de Paranavaí funcionaria nesta sexta-feira, dia 8, antevéspera do Dia das Mães, até às 22 horas, um novo acordo provocou mudanças e o expediente vai somente até às 20h30. O ajuste foi feito pelo Comitê de Operação Emergencial (COE), que avalia e avaliza estratégias de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus, a Covid-19. A informação é da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), que tem representação no COE.

 

Num primeiro momento, a proposta era de simplesmente não aplicar o horário diferenciado. “Defendemos a necessidade da abertura do horário especial com dois argumentos básicos. O primeiro de que se não houvesse um horário estendido haveria uma aglomeração maior de filhos em busca de presente para a mãe durante o dia. E o segundo de que o Dia das Mães é uma oportunidade de mitigar os efeitos econômicos da crise para os empresários, que mantiveram seus estabelecimentos fechados durante 19 dias e amargaram prejuízos”, relatou o representante da ACIAP no Comitê, o gerente executivo Carlos Henrique (Kaká) Scarabelli.

 

Segundo ele, após as ponderações houve consenso em estender o horário até às 20h30 e ficou mantido o horário comercial de sábado até às 17 horas, como de costume e também previsto na convenção coletiva de trabalho.

 

O Dia das Mães é a segunda data mais importante do calendário comercial de Paranavaí. Perde em vendas somente para o período natalino. Segundo a ACIAP, a expectativa é que com as vendas desta semana, o comércio da cidade ganhe fôlego nesta empreitada contra a crise econômica que se estabeleceu a partir da pandemia da Covid-19.

 

SHOPPING E ACADEMIAS - A ACIAP também informou que tem buscado convencer as autoridades a também flexibilizar as restrições impostas às academias e shopping centers, que continuam proibidas de funcionar por conta da pandemia.

 

Scarabelli explicou que a legislação que mantém estas atividades paralisadas é estadual e que o município não tem poder e ascensão sobre ela.

 

O presidente da ACIAP, Maurício Gehlen, informou que tem conversado com os secretários estaduais Guto Silva (Casa Civil) e Beto Preto (Saúde) argumentando em favor destas empresas. “Estamos pleiteando junto ao Governo do Estado para que sinalize a reabertura das academias e dos shoppings. Paranavaí não fará nada que não seja dentro da legalidade. Estamos trabalhando e colocando ao secretário de Saúde e ao Chefe da Casa Civil esta preocupação e esperamos que, logo, logo, teremos uma posição do Governo do Estado para também atender à necessidade destes segmentos que estão passando o que o comércio passou”, disse o líder empresarial.

 

Gehlen diz que a ACIAP, que vem participando ativamente do COE, tem que ter preocupação com todos os setores. “É muito importante nós estarmos atentos as necessidades de todos os segmentos”, disse. Ele reforçou que os empresários têm que seguir as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde OMS, que tem “recomendado, para nós, empresários, termos a inteligência de cuidar dos nossos colaboradores, cuidar do nosso negócio e também cuidar dos nossos clientes”.

Fonte: Assessoria de Imprensa Aciap