Notícia

ENERGIA FOTOVOLTAICA

quarta, 27 de março de 2019
G8 busca informações para promover simpósio sobre energias alternativas

Na reunião mensal, realizada nesta terça-feira (26), do grupo que reúne as principais entidades não governamentais de fomento econômico de Paranavaí e região, o G8, as lideranças discutiram a possibilidade de formar uma cooperativa ou mesmo um condomínio para implantar uma usina de energia fotovoltaica. Antes, porém, deverá ser realizado um seminário para discutir energias alternativas, incluindo a eólica e o gás metano.

 

O assunto, que já vem sendo discutido por algumas entidades e empresas, ganhou espaço no G8 por conta da possibilidade de formação de cooperativa para a produção de energia. Dois técnicos do setor, Cássio Murilo Linzmeier e Cláudio Luiz Tissot, atenderam convite do grupo e compareceram à reunião fornecendo informações sobre o assunto. Por ora, disse Cássio, só se tem informações que já foram formadas duas cooperativas, uma em Minas Gerais e outra no Nordeste.

 

A ideia é produzir energia para as empresas, reduzindo os custos com eletricidade na produção especialmente industrial e no campo. A Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), informaram os técnicos, têm sido parceira destas iniciativas.

 

Inclusive a Copel sabe das necessidades e vem se mostrando sensível aos apelos da região, que está reivindicando a instalação de uma nova subestação de energia elétrica em Paranavaí. O assunto voltará ser discutido na próxima reunião quando deverá ser detalhado a ideia do Simpósio.

 

SUINOCULTURA - Outro assunto que avançou na reunião do G8 foi sobre os estudos para implantação da suinocultura na região da Amunpar. Tecnicamente, professores da Fatecie já realizaram um estudo que mostra a viabilidade da atividade na região.

 

Neste mês de abril, representantes do grupo vão conhecer um frigorífico e uma cooperativa que atua no setor. Dessas duas visitas sairá uma proposta para ser discutida com produtores rurais e potenciais investidores para confirmar o interesse na suinocultura como nova alternativa de diversificação agroprcuária da região.

Fonte: Assessoria de Imprensa Aciap